fbpx
19 de Outubro de 2021

5 motivos para investir no curso CND – Certified Network Defender

O curso de CND – Certified Network Defender – é uma formação EC-Council que atrai cada vez mais pessoas pelo tipo de competências que pode oferecer, competências essas cada vez mais procuradas no mercado.

O CND é um dos programas de segurança e defesa de rede mais práticos no mercado, sendo que mais de 50% do curso é realizado em ambiente de laboratório, de modo a garantir uma experiência mais imersiva e aproximada através de casos práticos do mundo real.

É a única formação de defesa de redes que é desenvolvida para incorporar as principais competências críticas na segurança de redes – Proteger, Detectar, Responder e Prever.

Conheça agora 5 motivos pelo qual deve optar por esta formação:

1- Oportunidade de se tornar um Administrador de Redes

De acordo com um estudo da IBM realizado à escala global, o custo médio de uma violação de dados foi de aproximadamente 4 milhões de dólares em 2019. Desde então, a crise provocada pela pandemia COVID-19 ampliou ainda mais este problema. Motivadas por estes dados, as organizações procuram atualmente, e cada vez mais, profissionais de segurança cibernética como administradores de redes.

Um administrador de rede desempenha um papel vital na segurança cibernética de uma organização, dado que representam a primeira linha de defesa contra um possível ataque cibernético.

O administrador da rede garante igualmente o funcionamento técnico adequado do sistema de computadores de uma empresa, fornecendo conselhos, configuração de hardware e software, segurança do computador e administração diária da rede.

2- Remuneração atrativa

De acordo com a Glassdoor (França), um emprego como Administrador de Redes e Sistemas oferece remunerações médias de aproximadamente 37.000 € por ano num nível inicial.

3- Participação numa formação prática em laboratório

Tal como foi referido anteriormente, mais de 50% do programa CND v2 é dedicado ao desenvolvimento de competências em ambiente prático em laboratórios da EC-Council, onde estão incluídas temáticas como gestão de defesa de rede, proteção do perímetro de rede, proteção de endpoint, proteção de aplicações e dados, Enterprise Virtual, cloud e proteção de rede sem fios, deteção e resposta a incidentes e previsão de ameaças.

O CND v2 cobre as tecnologias mais recentes, como segurança de Software Defined Network (SDN), segurança de Network Function Virtualization (NFV), segurança de container, docker e Kubernetes.

4- Possibilidade de receber uma certificação reconhecida a nível internacional

A certificação CND é credenciada e reconhecida por diversas entidades governamentais, como: DoD, ANSI, GCHQ, entre outras.

Essa credenciação proporcionará à sua certificação credibilidade, consistência e profissionalismo. Além de mais, profissionais certificados tendem a subir na hierarquia mais rapidamente e possuem melhores salários.

5 – Para saber mais sobre Threat Intelligence

Threat Intelligence ou em português Inteligência de Ameaças, diz respeito à recolha, processamento e análise de dados para compreender motivações, objetivos e comportamentos de ataque dos autores da ameaça. Permite tomar decisões de segurança baseadas em dados, de forma mais rápida, mais informada e alterar o comportamento, passando de um estado passivo para ativo, conseguindo dar resposta aos agentes da ameaça.

A inteligência de ameaças “ajuda” a lançar a luz sobre o desconhecido, permitindo que as equipas de segurança tomem melhores decisões, além de capacitar os participantes da segurança cibernética ao revelar táticas, técnicas e procedimentos (TTPs) adversários.

Deste modo, o CND pode ser um primeiro passo  de aprendizagem sobre Threat Intelligence, especialmente na competência crítica de  “Prever” ensinada nesta formação.

Conheça melhor o CND v2 – Certified Network Defender!Próxima Edição a 13 de dezembro com 30% de desconto